Esposa de Ribamar Alves, Luana Alves, assumirá vaga deixada por João Castelo

Com o falecimento do Deputado Federal e ex-governador do Maranhão João Castelo ocorrido hoje em São Paulo no hospital Sírio Libanês, quem assumirá a vaga deixada pelo tucano na Câmara dos Deputados, será a primeira suplente da coligação, Luana Alves, esposa do prefeito de Santa Inês Ribamar Alves, que nas eleições de 2014 tirou 51.011  votos.

luana_rosto

Começa a debandada na Assembleia Legislativa contra Flávio Dino

Resultado das eleições municipais levou parlamentares a se realinhar no plenário da Casa e a adotar postura mais crítica em relação ao governo comunista

 

Ao disputar as eleições em São Luís, Wellington e Braide sentiram o peso do governo contra eles.

Os deputados Eduardo Braide (PMN), Wellington do Curso (PP) e Alexandre Almeida (PSD) agora fazem oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB) na Assembleia Legislativa.

Todos eles foram hostilizados ostensivamente pelo governo – e pelo próprio governador – durante a campanha eleitoral, o que levou a uma nova postura no parlamento.

Alexandre Almeida também sentiu o peso desproporcional da máquina comunista contra ele, em Timon

Embora não se alinhem oficialmente à bancada de oposição, desde o fim de outubro Braide, Wellington e Almeida seguem posicionamentos parecidos com os Adriano Sarney (PV), Andrea Murad (PMDB), Edilázio Júnior (PV) e Sousa Neto (Pros).

Incluindo no grupo parlamentares como Max Barros e César Pires (DEM), que também não somam sistematicamente com o governo, a bancada oposicionista chega a nove deputados.

É uma oposição ainda pequena, se comparada ao total de 42 deputados.

Mas é a maior já registrada por um governador que ainda nem completou o segundo ano de mandato…

Com informações do jornal O EstadoMaranhão

Flávio Dino não tem dormido em paz, com Roseana livre da Lava Jato e mais do que nunca, preparadíssima para disputar o governo do estado em 2018, e com isso, nos bastidores, Roseana tem recebido o apoio de inúmeros deputados e prefeitos que aguardam apenas o momento certo para jogarem os pés no comunista e retornarem ao grupo da ex-governadora.

Delegado da Polícia Federal é demitido pelo Ministro da Justiça no Maranhão

A pessoa escolhe pra sua a vida a missão árdua de combater a bandidagem, depois se junta à, eis o resultado.

Foi publicada no Diário Oficial da União do dia 9 de dezembro a Portaria nº 1.353/2016, assinada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que determina a demissão do delegado de Polícia Federal Pedro Meireles.

Meireles foi enquadrado nas penas da infrações disciplinares previstas no Artigo 43 da lei 4.878/65 e do Artigo 132 da Lei 8.112/90, com seus respectivos parágrafos.

Estrela das operações da PF a partir de 2007, Meireles era visto como o terror dos prefeitos maranhenses, pelas prisões que efetuava em conjunto com a Controladoria-Geral da União.

Mas, a partir de 2012, com a morte do jornalista Décio Sá, descobriu-se – a partir de investigação da polícia maranhense e da própria PF – que Meireles selecionava as vítimas de suas ações de acordo com os interesses um grupo, que tinha o agiota Gláucio Alencar e o advogado Ronaldo Ribeiro como membros.

A decisão do ministro Alexandre de Moraes deve encerrar a carreira de Meireles na Polícia Federal, mas não encerra a história da agiotagem no Maranhão.Por que ainda faltam os outros elementos do tripé, destacou o Jornalista Marco Deça em seu Blog.

 

 

 

Prefeito Eric Costa ainda não deu início a construção da nova ponte do Povoado Boa Sorte

Não se sabe ainda o que passa pela cabeça do prefeito Eric Costa, tendo ele pleno conhecimento que desde o início do mês de setembro deste ano, vândalos destruíram a ponte que dá acesso a BR-226 ao Povoado Boa Sorte que fica a 38km de distância da sede do município.

O Povoado Boa Sorte, é considerado um dos maiores em termo de habitantes da zona rural de Barra do Corda, e mesmo assim, os veículos precisam usar de um desvio para chegar até Barra do Corda.

No Japão, um enorme buraco foi tapado em um prazo curto de 48h e o prefeito ainda pediu desculpas a população pela demora, e em Barra do Corda, uma pequena ponte que foi destruída a quase 100 dias, o prefeito ainda não deu início a sua reconstrução.

Será se é uma vingança pelo fato de ter perdido no Povoado Boa Sorte para o candidato Júnior do Nenzin?

Só no mês de novembro, a prefeitura de Barra do Corda recebeu em seus cofres, quase 9 milhões de reais. É muita grana!!

Veja abaixo imagens da ponte totalmente destruída pelo fogo há quase 100 dias e o prefeito nada de construir a nova;

15310676_561953970657122_269598806_n

 

A PIADA DO DIA: Flávio Dino deseja ser Presidente da República

O PCdoB olha para o espaço, ver aquele infinito azul e acabam pensando que aquilo é céu, e na verdade não é, é apenas o fim das nossas vistas, assim já dizia os antigos.

Com uma gestão desastrosa à frente do governo do Maranhão e sabendo que não conseguirá a reeleição em 2018, e principalmente agora que Roseana Sarney está totalmente livre da operação Lava Jato, os comunistas ficaram preocupados com os boatos  que circulam em todo o estado com o desejo ardente de prefeitos, ex-prefeitos, deputados, senadores e a maioria dos maranhenses que clamam pela volta de Roseana ao governo do Maranhão.

723_flavio

Em meio a tudo isso, e para não amargar uma possível derrota já no primeiro turno das eleições para o governo em 2018, o PCdoB nacional planeja lançar o comunista do Maranhão para o sacrifício na disputa presidencial, onde teremos como favoritos e possíveis candidatos como; Geraldo Alckmem, Aécio Neves, Lula, Bolsonaro dentre outros.

Sonhar todos podem, o ruim dos sonhos, é que nem todos podem ser concretizados.

 

O Blog do Gildásio Brito

 

‘O Brasil perde seu maior poeta’, diz Sarney sobre morte de Ferreira Gullar

Ferreira Gullar também já esteve no Festival (Foto: Organização Flipoços)

Após a morte do poeta e dramaturgo, Ferreira Gullar, aos 86 anos, alguns intelectuais e amigos pessoais do maranhense prestaram condolências. Um deles foi o ex-presidente do Brasil, José Sarney. Ao G1, Sarney comentou que Gullar foi um dos responsáveis pelo início de sua vida intelectual.

“É um grande poeta, um grande intelectual que marcou o início de minha vida intelectual, chefiando com os irmãos Haroldo Campos, o Movimento Concretista. Pessoalmente perco um grande e o Brasil o seu maior poeta”, declarou.

Quem também falou ao G1 sobre a morte do poeta foi o presidente da Academia Maranhense de Letras, o advogado e jornalista Benedito Buzar. Segundo ele, a morte de Ferreira Gullar deixam enfraquecidas as literaturas maranhense e brasileira.

“Ele é um dos maiores poetas, não só maranhense, mas de todo o Brasil. Ferreira Gullar é, talvez, hoje, uma das maiores figuras da poesia brasileira. O Brasil perde um grande intelectual. Um homem que tinha uma grande expressão dentro do quadro da cultura brasileira. O Maranhão não pode deixar de lamentar a morte dele, porque a literatura do Maranhão e do Brasil estão fragilizadas”, revelou.

‘Imortal’ da Academia
Nascido José de Ribamar Ferreira em São Luís (MA), em 10 de setembro de 1930, Ferreira Gullar cresceu em sua cidade natal e decidiu se tornar poeta na adolescência. Com 18 anos, passou a frequentar os bares da Praça João Lisboa e o Grêmio Lítero-Recreativo da cidade. Aos 19 anos, descobriu a poesia moderna depois de ler Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

Gullar é um dos maiores autores brasileiros do século XX e foi eleito “imortal” da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, ocupando a cadeira nº 37. Segundo o jornal “O Globo”, o escritor estava internado no Hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio, por complicações pulmonares. A partir de um quadro de pneumotórax, Gullar desenvolveu uma pneumonia. Abaixo, imagem do momento da posse de Gullar na Academia Brasileira de Letras, recebendo a espada das mãos de José Sarney;

jose-sarney-entregando-a-espada-a-gullar-1

 

Abertura do Campeonato Maranhense 2017 será em Barra do Corda

Torcida do Moto comemora o título com o time (Foto: Divulgação)

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) divulgou os confrontos das primeiras rodadas do Campeonato Maranhense 2017. O Campeonato foi antecipado em um dia, assim a abertura será em Barra do Corda, no dia 21 de janeiro, um sábado, na partida entre Cordino e Moto Club. Contudo, o local e o horário dos jogos ainda estão ‘a definir’ pela FMF.

No domingo, Santa Quitéria joga em casa contra o Sampaio, o Imperatriz recebe o São José e o Maranhão joga em São Luís contra o Americano.

A segunda rodada será disputada em três datas. No dia 25 de janeiro, Maranhão e Cordino jogam em São Luís e o Imperatriz enfrenta o Santa Quitéria. No dia 29, o Moto confronta o Americano, e no dia 1º de fevereiro, o Sampaio disputa três pontos contra o São José.

A terceira rodada começa no dia 5 de fevereiro com Santa Quitéria e São José, Americano e Cordino. Os jogos de Moto e Maranhão, e Imperatriz e Sampaio, ainda não tem datas. As partidas de volta também não tem definição de data ainda.

Ficou decidido também no regulamento que as semifinais, nos dois turnos, serão disputadas em jogo único, sendo o cruzamento do primeiro de um grupo contra o segundo da chave oposta. A vantagem de jogar em casa e pelo empate será do “time que tiver o melhor índice técnico, na soma dos pontos ganhos da primeira fase”.

O campeão da Estadual tem vagas garantidas na Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro de 2018. Apenas um time continua sendo rebaixado.

Informações do G1/MA

Blog Minuto Barra, o Blog do Gildásio Brito

Caminhão do grupo Mateus é alvo de assalto em Barra do Corda

mateus

Um caminhão do grupo Mateus foi alvo de assalto na cidade de Barra do Corda, na noite de ontem (02).

A ação criminosa ocorreu em um posto localizado nas proximidades da BR. Bandidos armados amarraram o motorista, que dormia no local, e o levaram para um matagal.

Pneus do veículo, a carga de whisky que era transportada e objetos pessoais dos funcionários foram levados pelo bando.

 

Enquanto Flávio Dino persegue seus adversários políticos, em São Luís ocorrem em 11 meses quase 700 crimes

O governador Flávio Dino, antes de chegar ao governo, sempre criticava  ex-governadora Roseana Sarney, caso ocorresse uma queda com alguém no trânsito em São Luis ou em qualquer outra parte do estado. Flávio Dino, criticou tanto Roseana em cima de seus palanques na campanha de 2014, quando dizia que, sendo eleito e chegando ao poder, o crime seria vencido pelo seu governo, coisa que até o presente momento não ocorreu e pelo visto piorou.

flavio-dino-olhar-de-odio-940x540

No dia da posse do governador em 1° de janeiro de 2015, o governador com seu discurso de ódio contra o grupo Sarney, disse que a partir de então, os bandidos que aterrorizavam São Luis e o Maranhão, poderiam correr do estado, pois seu governo não aceitaria o crime e os bandidos não controlariam as ruas da capital e as facções não dominariam pedrinhas.

Enquanto o governador se preocupa loucamente em perseguir seus adversários políticos em todo o estado, os bandidos tomam contam das ruas de São Luis e do Maranhão.

É alarmante o número de assassinados registrados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) na Região Metropolitana de São Luís, que compreende os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Reportagem especial de fim de semana de O Estado revela que 642 homicídios dolosos foram registrados de janeiro a novembro deste ano na Ilha. A maior parte do crimes ocorreu na capital, com 462 casos. O bairro mais violento, segundo relatório da SSP, é a Cidade Olímpica, com 19 assassinatos em 11 meses.

A área do Coroadinho também é uma das mais violentas da capiral, com 16 casos registrados e os bairros Anil e Vila Embratel aparecem logo em seguida, com 14 assassinados, cada.

A reportagem mostra também que os meses de fevereiro e julho foram os que mais registraram casos de homicídios dolosos na capital: 53 mortes em cada. Em março, agosto e outubro, ocorreram 46, cada; janeiro, 42; novembro, 39; setembro, 35; junho, 33; e abril foi o mês com o menor número de ocorrência desse tipo de crime, com 32 assassinatos. Nos demais municípios da Ilha a violência também é alarmante.

O delegado da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), Marcos Affonso Júnior, afirmou que a maioria desses assassinatos têm ligação com o tráfico de entorpecentes e rixa entre facções criminosas. “As facções criminosas, na maioria das vezes, brigam entre si com o objetivo de conquistarem novos espaços para vender droga”, declarou o delegado.

Um quadro preocupante na Região Metropolitana de São Luís.