São Luís, 18 de junho de 2021
×
São Luís, 18 de junho de 2021

Publicidade

Eleições 2020

COMPRA DE VOTOS: Polícia Federal nas ruas do Maranhão após ordem da Justiça Eleitoral

Um eleitor chegou a filmar um candidato a vereador e a esposa de um dos candidatos a Prefeito oferecendo dinheiro e um veículo em troca do apoio do eleitor e de sua família.

COMPRA DE VOTOS: Polícia Federal nas ruas do Maranhão após ordem da Justiça Eleitoral

Agentes da Polícia Federal estão neste momento no condomínio Ilê Saint Louis, localizado na Ponta D´areia, o empreendimento imobiliário é um dos mais luxuosos da capital maranhense. No local residem vários políticos, empresários, médicos etc.

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Eleitoral, deflagrou na manhã desta quarta-feira (23/12) a Operação BRAVO UNIFORM, com o objetivo de apurar a prática de crimes de corrupção eleitoral, na Eleição para os cargos de Prefeito e Vereador, no município de Morros/MA. CONTINUE LENDO ABAIXO A MATÉRIA;

compra de votos policia federal nas ruas do maranhao apos ordem da justica eleitoral 1 - COMPRA DE VOTOS: Polícia Federal nas ruas do Maranhão após ordem da Justiça Eleitoral

Publicidade

Com base em depoimentos de eleitores e informações coletadas em interceptação de ligações telefônicas autorizadas pela Justiça, foi possível obter fortes indícios de que pessoas próximas a um dos candidatos a Prefeito, além de um candidato a vereador, agiram ativamente para realizar compras de votos na véspera e no dia da votação no citado município.

Um eleitor chegou a filmar um candidato a vereador e a esposa de um dos candidatos a Prefeito oferecendo dinheiro e um veículo em troca do apoio do eleitor e de sua família.

Equipes da Polícia Federal cumprem 6 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, em endereços dos investigados, nos municípios de São Luís/MA, Axixá/MA e Morros/MA.

Os materiais apreendidos serão analisados e os investigados podem ser indiciados pelo crime de corrupção eleitoral, previsto no Art. 299 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65), com pena que pode chegar a 4 anos de reclusão, além
de multa.

Informações da PF

Faça um comentário

Continue lendo...