São Luís, 24 de maio de 2022
×
São Luís, 24 de maio de 2022

Publicidade

Polícia

Polícia Civil prende falso médico que atuava em um hospital municipal no interior do Maranhão.

No hospital foram apreendidos o carimbo utilizado pelo conduzido, bem como tirado cópias de fichas de atendimentos realizados pelo mesmo que recebeu voz de prisão em flagrante.

Polícia Civil prende falso médico que atuava em um hospital municipal no interior do Maranhão.

Na cidade de Itinga do Maranhão , um trabalho realizado pela Polícia Civil do Maranhão na manhã desta sexta-feira (3) , conseguiu prender um homem pela prática dos crimes de exercício ilegal da medicina e falsa identidade.

Segundo a Delegacia de Polícia Civil de Itinga, há cerca de 20 dias denúncias chegaram ao conhecimento da autoridade policial informando que havia um falso médico atuando no Hospital Municipal da cidade e que o mesmo utilizava o carimbo de um profissional devidamente inscrito no Conselho Regional de Medicina.

Diante da denúncia, a Polícia Civil Itinga passou a realizar uma investigação preliminar sobre o fato e constatou que o carimbo utilizado pelo suposto falso médico pertencia a um profissional que atua em Belém, capital do Pará,com especialização em ginecologia e obstetrícia, o que levantou suspeita.

Publicidade

O crime foi constatado durante uma operação contra o tráfico de drogas, que ocasionou na prisão de três homens. Os presos foram encaminhados para realização de exame de corpo de delito no hospital municipal da cidade e, logo após, a equipe policial Itinguense constatou que o carimbo que constava nos referidos exames se tratava do suposto “falso médico”.

Como a Polícia Civil já possuía fotografias do médico que usava o CRM falso, os policiais fizeram comparação e constataram que não se tratava de tal pessoa.

O fato foi comunicado a autoridade policial, que imediatamente se dirigiu ao hospital com as equipes, onde conversaram com o suposto médico de plantão e informaram acerca da investigação preliminar em andamento. O suposto médico confessou o crime, relatando que utilizava o carimbo de um profissional da área devido ter se formado no País do Paraguai e não ter realizado a prova do revalida.

No hospital foram apreendidos o carimbo utilizado pelo conduzido, bem como tirado cópias de fichas de atendimentos realizados pelo mesmo que recebeu voz de prisão em flagrante e que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Itinga do Maranhão, onde foi autuado e posto em liberdade após recolhimento de fiança criminal no valor de 7 mil reais.

Todo trabalho policial foi deflagrado por investigadores da Delegacia de Polícia de Itinga do Maranhão com apoio da Delegacia Regional de Açailândia e da Polícia Civil do Estado do Pará, por intermédio da Delegacia de Polícia de Dom Eliseu.

–  ASCOM-PMCA

Como se sentiu com essa notícia?
Feliz
0%
Feliz
Inspirado
0%
Inspirado
Surpreso
0%
Surpreso
Pensativo
0%
Pensativo
Triste
0%
Triste
Indignado
0%
Indignado
Faça um comentário

Continue lendo...