São Luís, 28 de outubro de 2020
×
São Luís, 28 de outubro de 2020

Publicidade

Polícia

Polícia Civil prende suspeitos de divulgarem mídias pornográficas de adolescente

As investigações tiveram início após uma adolescente, de 16 anos, ter várias fotos e vídeos íntimos divulgados, nos últimos dias, em redes sociais.

Polícia Civil prende suspeitos de divulgarem mídias pornográficas de adolescente

Na manhã desta quarta-feira (15), a Polícia Civil do Maranhão prendeu quatro pessoas em flagrante delito, sendo três delas presas pelos crimes de armazenamento de mídias pornográficas de adolescente e também por divulgação dessas mídias.

As prisões foram feitas na cidade de Miranda do Norte, a 124 km de São Luís, durante a Operação Display, que tinha como objetivo cumprir vários mandados de busca e apreensão na casa de pessoas suspeitas de armazenarem e divulgarem mídias pornográficas de adolescentes na cidade e região, através de redes sociais.

Segundo a Polícia Civil, as investigações tiveram início após uma adolescente, de 16 anos, ter várias fotos e vídeos íntimos divulgados, nos últimos dias, em redes sociais.

Publicidade

Durante as investigações, a polícia identificou os suspeitos de serem autores do crime, os quais deverão responder pelos crimes de armazenamento de mídias pornográficas de adolescente e por divulgação dessas mídias. A somatória das penas desses dois crimes totaliza quase 9 anos de prisão.

Três dos quatro presos foram encaminhados ao presídio de Itapecuru Mirim. Já um quarto investigado, que foi preso por ter armazenado as mídias pornográficas, pagou fiança e foi liberado para responder o processo em liberdade.

Mais envolvidos

Segundo a polícia, há outras pessoas envolvidas nesses crimes. Algumas já foram identificadas, mas não foram presas por não terem sido localizadas durante a operação desta quarta.

Informações da Polícia Civil do Maranhão

A polícia destaca que qualquer pessoa que mantenha esse tipo de mídia armazenada em seu celular ou outro mecanismo de armazenamento, bem como faça o repasse a terceiros, independentemente de como tenha tido acesso ao material pornográfico, está cometendo crime.

A polícia pede que, as pessoas que tenham recebido esse tipo de material pelas redes sociais ou aplicativos de mensagens, denunciem de forma anônima, via redes sociais: Instagram (@polícia_civil-miranda-oficial) ou pelo WhatsApp (98 – 98465 2125), mandando prints das divulgações criminosas com o nome ou o número da pessoa que tenha divulgado, para que a polícia possa identificar e responsabilizar outras pessoas que tenham praticado o delito.

Faça um comentário

Continue lendo...