São Luís, 18 de junho de 2021
×
São Luís, 18 de junho de 2021

Publicidade

Cidades

Senar e Prefeitura de Formosa da Serra Negra discutem cadeia produtiva e comercialização de peixes e solicitam ajuda técnica na região

Segundo a técnica do AGED, Gláucia Barbosa, primeira ação determinada pelo grupo será um mapeamento do setor em Formosa e região, com foco sobre a produção, comercialização, rota de vendas, sanidade, ambiente externo e interno e potencial do mercado.

Senar e Prefeitura de Formosa da Serra Negra discutem cadeia produtiva e comercialização de peixes e solicitam ajuda técnica na região

Preocupados com a cadeia produtiva e a comercialização de peixes em Formosa da Serra negra, Piscicultores do município solicitam ajuda técnica do Sindicato dos Produtores Rurais de Grajaú. Em reunião na manhã do dia 07/08, na chácara MARANATA em Formosa da Serra Negra, representantes do SENAR, AGED, Sindicato dos Produtores Rurais, Prefeitura Municipal de Formosa, e piscicultores que discutiram questões que envolvem a produção e a comercialização de peixes.

O Psilcultor, Raimundo Tomate, está atento às questões do setor, desde a produção com qualidade até a eficiência na distribuição e comercialização. “Nós temos um bom produto, mas perdemos mercado para empresas de outras regiões, de outros estados”.

O representante do SENAR em Grajaú , André Nascimento, destacou a importância da organização do setor, detalhando os pontos fracos e fortes e falou das questões que enfraquecem a categoria.
O SENAR por meio de programa já firmado com o Sindicato dos Produtores Rurais de Grajaú, vai trabalhar no município, em parceria com o o sindicato dos trabalhadores rurais, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) com foco na piscicultura. O programa tem data prevista de implantação para os próximos meses e vai atender 30 produtores, por um período de 2 anos, e entre as suas ações poderá contribuir com as solicitações da Associação.

Publicidade

Segundo a técnica do AGED, Gláucia Barbosa, primeira ação determinada pelo grupo será um mapeamento do setor em Formosa e região, com foco sobre a produção, comercialização, rota de vendas, sanidade, ambiente externo e interno e potencial do mercado. Segundo o Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais em Grajaú, Raimundo Simas, os interessados farão uma bateria de cursos: “Eles terão acompanhamento de técnicos profissionais em piscicultura em um período extenso, vão se adequar a algumas normas e projetos, para após esse período de cursos, estarem capacitados na produção e comercialização de peixes”, disse.

Raimundo, em sua fala também agradeceu a presença das autoridades e o apoio da Prefeitura e ainda falou da importância da capacitação na piscicultura: “É missão do Sindicato do Produtor Rural levar conhecimento e informação aos produtores, pois a concorrência no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada, está mais difícil obter lucratividade, o que o produtor busca nesse tipo de capacitação é conseguir produtividade e custo/benefício”, complementou. Para o Secretário de Agricultura de Formosa, João Pedro Arruda, a reunião foi uma forma de conhecer melhor a realidade atual e estimular a troca de experiências de pessoas envolvidas da produção e comercialização de peixes, para explorar os pontos fortes e entender as dificuldades deste setor que é pouco explorado no município.

Faça um comentário

Continue lendo...