Ótica Diniz emite nota de esclarecimento após sofrer condenação na justiça do Maranhão

Blog Minuto Barra, o Portal de Notícias do Gildásio Brito 

A justiça do Maranhão condenou às Ótica Diniz e uma médica, após um paciente ter denunciando a empresa que segundo ele lhe foi, receitado um colírio recomendado pela médica da referida ótica que por pouco não lhe deixou cego.

O juiz do caso acatou a denúncia e condenou a médica e às  Óticas Diniz em 10 mil reais.

O Blog Minuto Barra através de seu editor chefe Gildásio Brito recebeu, uma nota de esclareciennto da Ótica; Veja abaixo.

São Paulo, 06 de fevereiro de 2019.

Nota de Esclarecimento

Em relação à sentença da ação ajuizada no Tribunal de Justiça do Maranhão, publicada em 1º de fevereiro de 2019 no Diário da Justiça Eletrônico, decisão essa que não é definitiva, uma vez que dela cabe recurso, as Óticas Diniz – maior rede do varejo óptico do Brasil – esclarecem que a empresa tem atuação limitada, apenas e somente, à confecção de óculos de grau, sempre em parceria com os principais laboratórios do mundo. E, principalmente, com base no aviamento das receitas médicas, sendo a consulta refrativa, bem como a prescrição de medicamentos e a definição sobre os procedimentos clínicos de competência exclusiva do médico oftalmologista.

As Óticas Diniz afirmam que o atendimento de qualidade ao cliente é uma de suas premissas, e que foi por meio dele que se tornaram referência no mercado óptico nacional. E mais, que respeita e cumpre todas as regras e normas técnicas e de segurança na prestação de seus serviços para proporcionar aos consumidores produtos ópticos de alta qualidade e tecnologia.

Óticas Diniz.

Assessoria de Imprensa:

Gabriela Conde

    Deixe seu comentário

    Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Minuto Barra. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou difamação.

    O seu endereço de email não será publicado.




    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
    e não representam opinião do autor deste blog.

    *

    code