Flávio Dino critica o fim do “Mais Médicos” mas não paga os médicos do Maranhão

Blog Minuto Barra, o Portal de Notícias do Gildásio Brito 

O governador do Maranhão Flávio Dino, pelo visto, é “filho” da falta de coerência quando o assunto é apontar o dedo para os outros.

Caso no Maranhão a saúde estivesse ao menos atendendo o básico do básico, ele teria moral para criticar outros governantes.

Sem pagar os médicos que prestam serviço nos hospitais e upas da rede estadual desde agosto, Flávio Dino usa as redes sociais para criticar o fim do programa “Mais Médicos” do governo federal.

Antes de criticar, nobre governador, pague os médicos do Maranhão.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou suas redes sociais para comentar a anunciada saída dos médicos cubanos que participavam do programa “Mais Médicos” no Brasil.

Segundo ele, poderá haver um “caos” na atenção básica país adentro caso os cubanos não sejam substituídos.

“Entre tantos absurdos, a saída abrupta dos médicos cubanos, se não forem imediatamente substituídos, vai onerar municípios cujas finanças públicas já estão destruídas, após 4 anos de recessão e perda de receitas. Ou milhares de pessoas ficarão sem atenção básica à saúde. Um caos”, escreveu o comunista.

A preocupação do governador maranhense seria legítima, não fosse, na verdade, reveladora da sua incoerência.

Enquanto aparentemente preocupa-se com a situação dos médicos cubanos e das comunidades atendidas pelo “Mais Médicos”, Dino parece não dar a mínima para os médicos que atuam no Maranhão, nem para os maranhenses atendidos por eles.

Nesta semana, diante de protestos da categoria, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do governo Flávio Dino precisou admitir que está mesmo sem pagar os profissionais da categoria desde setembro.

Um caos…

Por Gilberto Leda

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Minuto Barra. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou difamação.

O seu endereço de email não será publicado.




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam opinião do autor deste blog.

*

code