Senadores do Maranhão permanecem calados perante 15 mortes de recém-nascidos em Barra do Corda

Blog Minuto Barra, o Portal de Notícias do Gildásio Brito 

images 5 3 - Senadores do Maranhão permanecem calados perante 15 mortes de recém-nascidos em Barra do Corda - minuto barra

O descaso com a saúde pública municipal em Barra do Corda tem sido tão visível, chegando a provocar 15 mortes de recém-nascidos no Hospital Materno Infantil apenas neste ano. Todo este abandono tem gerado preocupação e uma enorme repercussão na imprensa local e estadual.

Publicidade

Desde que o primeiro caso foi denunciado ao Blog Minuto Barra e mostrado ao público, autoridades locais começaram mostrar preocupação com o descaso.

Vereadores da oposição entraram com um requerimento solicitando assinaturas dos 17 vereadores para que os casos sejam investigados, onde apenas seis, assinaram o requerimento(João Pedro, Eteldo, Aurean, Nem do Swan, Jaile e Gil Lopes).

Com tais assinaturas, a CPI já pode ser instalada como determinada o regimento interno da Câmara onde em seu Artigo 35-B diz; “As comissões parlamentares de inquérito, que terão poderes de investigação próprias das autoridades judiciais, serão criadas pela Câmara mediante requerimento de 1/3(um terço) de seus membros para apuração de um fato determinado e por prazo certo, sendo suas conclusões,se for o caso, encaminhadas ao Ministério Público para que este promova a responsabilidade civil ou criminal dos infratores”.

Desde o final de abril, o principal assunto em Barra do Corda e em toda a região tem sido quanto as mortes em Barra do Corda de 15 bebês na maternidade municipal.

Até o presente momento, nenhum dos órgãos competentes encaminhou ao Poder Judiciário ações em busca de punir possíveis responsáveis.

A situação ficou ainda mais escancarada, com a chegada do Jornalista da Tv Globo Alex Barbosa, através da Tv Mirante no Maranhão, onde realizou uma matéria de cunho investigativo e pegou depoimentos de mães que perderam seus bebês na maternidade, depoimento de promotor e da secretária de saúde, onde a ela confirma ao jornalista que de fato morreram 15 recém-nascidos apenas neste ano em Barra do Corda, e a promotoria investiga apenas dois casos.

Não importa se foram bebês indígenas ou não indígenas, a maternidade deve oferecer todo o suporte necessário para que os bebês venham ao mundo sem correrem riscos de vida.

Em meio a todo este descaso em uma das maiores cidades do Maranhão, os três senadores do estado(Roberto Rocha, Eliziane Gama e Weverton Rocha) permanecem calados, sem pedir sequer uma investigação rigorosa por parte do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, que também são instituições capazes e responsáveis para investigar, como também a Comissão de Saúde do Senado e da Câmara dos Deputados em Brasília.

Na reportagem da Tv Mirante/Afiliada Globo, três mães relataram os momentos de terror que passaram dentro da maternidade em Barra do Corda, onde uma delas afirma de forma categórica que o médico disse que nada poderia fazer por ela devido a falta de material hospitalar, e seu bebê passou do tempo de nascer e morreu ainda na barriga.

Outra afirma que sofreu as dores de parto sozinha dentro da maternidade, onde apenas um enfermeiro da porta dizia; “bota força”, e a criança nasceu morta sem ajuda de nenhum médico.

Um outro bebê ficou preso no canal vaginal da mãe, e sem ajuda médica a criança nasceu morta.

O Blogueiro Gildásio Brito conversou um jurista conhecedor profundo do Código de Processo Penal que disse; “é de espantar e causar estranheza em meio tamanho descaso, não existir ainda uma representação no Poder Judiciário pedindo de forma antecipada o afastamento dos principais cabeças dos cargos pelo descaso com a saúde de Barra do Corda ao ponto de levar tantas crianças à morte”.

Assista abaixo toda a reportagem da Tv Mirante.

Deixe seu comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e não expressam a opinião do Minuto Barra. Você pode ser denunciado caso comente algo racista, injúria ou difamação.

O seu endereço de email não será publicado.




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam opinião do autor deste blog.

*

code