São Luís, 4 de dezembro de 2020
×
São Luís, 4 de dezembro de 2020

Publicidade

Notícias

Ladrões apontam arma para cabeças de duas mulheres em Barra do Corda e levam seus pertences

População vem reclamando da quantidade de assaltos que ocorrem pelas ruas da cidade. Na maioria dos casos, os ladrões agem de forma violenta. Um enfermeiro por pouco não teve o pé quebrado ao sofrer uma tentativa de assalto.

Ladrões apontam arma para cabeças de duas mulheres em Barra do Corda e levam seus pertences

Assaltantes estão pintando e bordando pelas ruas de Barra do Corda. A audácia é tão grande que para eles pouco importa se a rua é bem iluminada ou escura.

Pouco importa para eles qual bairro será realizado o assalto. Ontem, domingo, duas mulheres não morreram por pouco durante uma abordagem dos criminosos próximo ao residencial Maranata.

Dois criminosos que estavam em poder de uma moto que tinham acabado de roubar, surpreenderam as mulheres, apontaram uma arma para as cabeças delas e levaram celulares, bolsas e só não levaram a moto, devido um veículo que se aproximava do local. CONTINUE LENDO ABAIXO A MATÉRIA;

Publicidade

Semana passada um enfermeiro foi perseguido por dois assaltantes entre a ponte do Rio Corda e Banco do Brasil. O enfermeiro por pouco não quebrou o pé quando um dos criminosos tentou derrubar ele com um empurrão contra a Bis. O pé do enfermeiro tocou no meio-fio.

Uma pergunta;

Qual o remédio que usaram entre 2001 e 2004 para acabar com gangues que aterrorizavam Barra do corda?

O remédio foi tão bom que nunca mais a população teve notícias do paradeiro das famosas gangues. Existiam três gangues famosas que provocavam terror na cidade; Mancha Verde, São Raimundo e gangue do Calvário. Elas desapareceram do mapa de Barra do Corda.

Faça um comentário

Continue lendo...